Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.021,20
    -7.009,77 (-12,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Benefício de 100% de desconto na conta de luz? Veja se tem direito

·3 min de leitura
  • Benefício será sem a necessidade de novos cadastros a partir de janeiro de 2022 em alguns estados;

  • Maioria das empresas faz inclusão automática no benefício; 

  • Em caso de concessionárias não fazerem registro automático, é necessária atualização no CadÚnico;

A partir de janeiro de 2022, entra em vigor a inclusão automática de pessoas de baixa renda na tarifa social de energia. O benefício dá até 65% de desconto na conta de luz para pessoas de baixa renda, desde que estejam incluídas no CadÚnico do Governo Federal. Com a aprovação do Projeto de Lei 14.203/2021, cerca de 17 milhões de pessoas devem ter esse direito no país automaticamente, segundo a revista IstoÉ Dinheiro. Em alguns casos, o desconto pode chegar até a 100%.

A maioria das empresas já faz esse tipo de inclusão automática. Em São Paulo, por exemplo, de acordo com o UOL, a Enel São Paulo e Elektro anunciaram que já cadastram automaticamente os consumidores de baixa renda. A Energisa disse que faz o cadastro de forma automática desde 2019. Nas cidades abastecidas pelo grupo CPFL Energia a busca por esses consumidores acontece a cada dois meses. 

Em Guarulhos, na grande São Paulo, a EDP São Paulo já deu início a um projeto que incluiria 1.900 famílias inscritas no CadÚnico. Os técnicos estão visitando todas as casas e a ação deve ser concluída em dezembro. A tarifa social de energia existe no país desde 2002 e dá descontos na tarifa que vão de 10% a 65%. 

Quem pode receber a tarifa social? Segundo informações do Jornal Contábil, famílias cadastradas em qualquer programa social do governo federal com renda familiar, por pessoa, de até meio salário mínimo (R$550) têm direito à tarifa. Beneficiados pelo Bolsa Família, Bolsa Escola ou Auxílio-gás e quem recebe Benefício de Prestação Continuada (BPC) também são elegíveis, desde que estejam inscritos no CadÚnico.

Leia também:

Segundo o Jornal Contábil, também há a possibilidade de famílias com integrante portador de deficiência ou doença receberem o benefício, desde que seu tratamento dependa de aparelhos que demandam energia elétrica. Mas, atenção, neste caso é necessário a inscrição no CadÚnico e ter renda mensal total de até três salários mínimos.

A tabela de desconto é dividida da seguinte forma: Os que consomem até 30 kWh/mês, terão 65% de desconto, enquanto os que consomem de 31 kWh/mês até 100 kWh/mês, 40% de desconto. Já os que usam de 101 kWh/mês até 220 kWh/mês, terão 10% de desconto. A partir de 221 kWh/mês, não há mais desconto. Famílias indígenas e quilombolas inscritas no CadÚnico, por sua vez, terão 100% de desconto se consumirem até 50 kWh/mês.

Caso não tenha seu nome automaticamente colocado na lista da Tarifa Social, para se inscrever, procure a concessionária de energia da sua região munido de RG, código da casa, Número de Identificação Social (NIS), código familiar ou número do benefício do BPC. Verifique sempre no CRAS ou em postos de atendimento do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família se seu cadastro está atualizado. 

Caso não tenha seu nome elegível para a Tarifa Social, há a possibilidade de conseguir descontos todos os meses em alguns estados com a entrega de recicláveis, ou a possibilidade de pagar sua conta de luz de forma parcelada

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos