Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.177,25
    -1.599,76 (-7,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

Beneficiários da tarifa social de energia terão bandeira verde em dezembro

·2 min de leitura
  • O restante dos consumidores seguem com a bandeira Escassez Hídrica

  • Tarifa social irá incorporar automaticamente consumidores aptos como beneficiários em 2022

  • Bandeira Escassez Hídrica foi criada pelo Ministério de Minas e Energia

Os brasileiros beneficiários da tarifa social verão a sua bandeira tarifária diminuir nas contas de luz. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) comunicou que reduzirá a atual bandeira amarela para a bandeira verde, em que não há nenhum acréscimo na conta.

A tarifa social é um programa do governo em que são concedidos descontos a famílias de baixa renda. A partir de 2022 a inscrição no programa será feita de forma automática. Através do programa o abatimento pode chegar a até 100% da fatura.

Em novembro, graças ao retorno das chuvas, a bandeira da tarifa social já havia caído de Vermelha Patamar 2 para Amarela.

Leia também:

Bandeira segue alta para restante dos consumidores

Brasileiros que tinham esperança na redução da tarifa elétrica nos próximos meses terão que continuar só na esperança. anunciou que para o próximo mês segue valendo a bandeira Escassez Hídrica.

Essa bandeira foi criada pela Agência em agosto deste ano, por conta da situação de seca nos reservatórios que o país vive. A bandeira soma R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

O único estado brasileiro que está isento de pagar a bandeira Escassez Hídrica é Roraima, pois não está conectado ao Sistema Interligado Nacional.

As bandeiras tarifárias foram uma forma encontrada de representar as condições hídricas para a geração de energia. A verde representa uma condição favorável. Após isso há a bandeira Amarela, com condições menos favoráveis, e as bandeiras Vermelha Patamar 1 e Vermelha Patamar 2, representando condições desfavoráveis.

A bandeira Escassez Hídrica foi criada pelo Ministério de Minas e Energia para cobrir os custos de geração de energia pelas usinas térmicas. Especialistas estimam que ela deve persistir até abril de 2022.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos