Benefício acima do mínimo tem reajuste de 6,15%

O governo reajustou em 6,15% os benefícios acima do salário mínimo pagos pela Previdência Social neste ano. A elevação segue as estimativas do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano passado, que será divulgado nesta quinta-feira. Em conjunto com o aumento do salário mínimo, o impacto para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será de R$ 19,8 bilhões.

Desde 1.º de janeiro, o teto dos benefícios do INSS subiu de R$ 3.916,20 para R$ 4.157,05, de acordo com portaria conjunta publicada pela Previdência e o Ministério da Fazenda nesta quarta-feira (8) no Diário Oficial da União. Mais de 9,2 milhões de pessoas no País recebem benefícios previdenciários superiores ao salário mínimo. O aumento vai resultar em um gasto adicional de R$ 9,1 bilhões para os cofres públicos em 2013.

Em comparação, os demais 20 milhões de beneficiários custarão R$ 10,7 bilhões a mais para a União neste ano, com a elevação do salário mínimo para R$ 678, de acordo com o Ministério da Previdência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Carregando...