Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.616,23
    -3.818,20 (-9,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Bem-vindo ao novo ano. Bem-vindo a sociedade multigeracional

·2 min de leitura

Início de ano é inevitavelmente o momento de se pensar no ano que começa.

É como um cutucão do futuro para movermos nosso olhar para frente.

Mas essa perspectiva que eu trago para reflexão tem no futuro a realidade mais crítica, mas já acontece hoje.

Só não vê, quem não quer. Quem se esquiva do cutucão do futuro.

Com o envelhecimento cada vez mais rápido e com a expectativa de vida crescente, a pergunta que tem que começar a ser respondida é: como vamos todos conviver nos mesmos espaços e momentos?

Vamos criar mais silos?

Vamos nos fechar ainda mais nas tribos?

Aliás, esse termo acho que não faz parte mais de vocabulário de quase todas as gerações.

Meu olhar para o futuro, para esse convívio, depois de dois anos críticos, é otimista.

Vamos fazer as contas considerando a divisão, meramente didática, das gerações.

Começamos com a Geração Silenciosa e os nascidos entre 1928 e 1945, que surge no limiar da Grande Depressão e atravessa a Segunda Guerra Mundial para entregar o mundo para os Baby Boomers, com a explosão de nascidos no pós-guerra e que vai de 1946 a 1964.

Essa minha geração viveu experiências transformadoras da sua juventude até a vida adulta.

Na sequência, temos a Geração X, de 1965 a 1980, que viu a chegada do digital, sem contudo já nascer dentro do universo digital como os Millenials ou Geração Y, que vai de 1981 a 1996 e em seguida a Geração Z, de 1997 a 2012, cujo destaque poderia ser a convivência integral com redes sociais.

Fecha a sequência a chamada Geração Alfa com os nascidos entre 2012 e 2021.

Se considerarmos o convívio puro e simples, fora do mercado de trabalho, podemos ter no mesmo tempo e espaço seis gerações.

Embora os estudos que tentam enquadrar e antecipar comportamentos sejam cada vez mais questionados, é curioso imaginar que este é um momento único.

Nunca vivemos com tanta diversidade etária.

Meu olhar para o futuro, para esse convívio, depois de dois anos críticos, é otimista. O desejo do reencontro ou do encontro é tão grande que a gente não pode deixar passar essa oportunidade.

Vamos promover o encontro das diversas faixas etárias.

Vamos ouvir as histórias que cada um tem para contar.

Se estivermos juntos, as oportunidades são exponenciais e qualquer novo ano será mais que bem-vindo.

 

Este texto é de responsabilidade de seu autor e não reflete, necessariamente, a opinião da Fast Company Brasil

O post Bem-vindo ao novo ano. Bem-vindo a sociedade multigeracional apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos