Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.469,50
    -1.177,75 (-3,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Bem de perto: Voo para ver a Super Lua esgota em tempo recorde na Austrália

·1 minuto de leitura
Bem de perto: Voo para ver a Super Lua esgota em tempo recorde na Austrália
Bem de perto: Voo para ver a Super Lua esgota em tempo recorde na Austrália

Observar fenômenos astronômicos do solo não é o suficiente para alguns australianos. A companhia aérea Qantas ofereceu um voo para “lugar nenhum”, apenas para que os passageiros admirem a superlua do dia 26 de maio. Um detalhe: as passagens esgotaram em apenas dois minutos e meio.

Além da superlua, que será a maior do ano, os passageiros também vão ter a possibilidade de observar um eclipse lunar completo a 40 mil pés de altitude. Além da Austrália, outros territórios do Pacífico, Nova Zelândia e a costa oeste dos Estados Unidos poderão ver o eclipse. No Brasil, o fenômeno vai poder ser visto apenas parcialmente.

A companhia aérea promete vistas espetaculares e até contratou uma astrônoma, que vai estar a bordo do avião para passar fatos e percepções sobre o evento lunar.

O voo será feito em uma aeronave Boeing 787 Dreamliner, escolhida especialmente por causa das janelas maiores. O trajeto vai durar três horas, e depois da viagem para lugar nenhum, os passageiros voltam para o aeroporto do qual embarcaram.

Para presenciar os fenômenos direto do céu, as pessoas desembolsaram 499 dólares australianos para a classe econômica, o equivalente a pouco mais de 2 mil reais. A primeira classe custa o triplo do valor, mas…. a vista é a mesma!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!