Mercado fechado

Beirute retira do porto escombros equivalentes ao peso da Torre Eiffel

JOSEPH EID
·1 minuto de leitura
Membros do Exército libanês inspecionam local da explosão no porto de Beirute
Membros do Exército libanês inspecionam local da explosão no porto de Beirute

Militares libaneses e franceses removeram escombros equivalentes ao peso da Torre Eiffel do local onde ocorreu a enorme explosão no porto de Beirute - disse nesta quarta-feira (26) um militar francês que participa dos trabalhos.

"Foram necessários quatro dias para limpar 8.000 toneladas de (restos de) cimento e aço", declarou o tenente Paulin, que coordena as operações de limpeza do porto.

Esse volume de escombros "é equivalente ao peso da Torre Eiffel", acrescentou o oficial.

Leia também:

O "Tonnerre", um navio porta-helicópteros da Marinha francesa, chegou a Beirute dez dias depois da explosão, com toneladas em ajuda humanitária e maquinaria pesada para limpeza.

A explosão, uma das maiores na história recente, devastou setores inteiros do porto, deixando uma cratera de 43 metros de profundidade, agora coberta pela água do mar. Deixou mais de 180 mortos e 6.500 feridos em um raio de vários quilômetros.

O coronel Yussef Haidar, do Exército libanês, informou que o porto, pelo qual circulam quase 90% das importações libanesas, opera hoje com metade de sua capacidade.

"Na semana passada, operava com 30%. Hoje estamos falando de 45%", declarou em coletiva de imprensa.

A tragédia foi causada pela explosão de uma enorme quantidade de nitrato de amônio armazenado em um armazém do porto.