BCE: transmissão de políticas à economia real é crucial

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse hoje que as últimas decisões da instituição têm como objetivo garantir que a transmissão da política monetária funcione adequadamente na zona do euro, o que significa que os custos de financiamento do setor privado precisam ter uma relação "estável" com as taxas de juros definidas pelo banco. Para Draghi, a transmissão das políticas para a economia real é "crucial".

Durante discurso em Milão, Draghi afirmou que os yields (retorno ao investidor) dos bônus soberanos não precisam ser iguais nos 17 países da zona do euro, mas ressaltou que é inaceitável que eles divirjam por receios de que haja uma ruptura da união monetária.

Segundo Draghi, o BCE elaborou o esquema de Transações Monetárias Diretas (OTMs, na sigla em inglês), seu novo programa de compras de dívida soberana, como uma forma de aperfeiçoar a transmissão da política monetária e para oferecer um instrumento confiável contra o risco de uma "catástrofe".

Embora o programa não tenha sido usado ainda, já está tendo o efeito de reduzir os yields e, o que é mais importante, de facilitar as emissões de dívida por empresas da periferia da zona do euro, comentou o presidente do BC europeu.

Draghi reiterou também que as novas compras de bônus serão esterilizadas e não significam financiamento monetário de governos, além de não representarem risco para os contribuintes, a menos que os países da região não consigam implementar políticas fiscais sustentáveis. As informações são da Dow Jones.

Carregando...