Mercado abrirá em 1 h 35 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,86
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.924,90
    -5,90 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    23.410,17
    -404,58 (-1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,48
    -10,84 (-1,99%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.838,16
    +18,00 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.651,00
    -195,75 (-1,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4973
    +0,0076 (+0,14%)
     

BCE teve dificuldade para chegar a acordo sobre alta de juros em dezembro, mostra ata

Prédio do Banco Central Europeu em Frankfurt

FRANKFURT (Reuters) - Autoridades do Banco Central Europeu tiveram dificuldades para chegar a um acordo sobre um aumento de 50 pontos-base na taxa de juros em dezembro, mas concluíram que fortes indícios sobre altas futuras eram tão bons quanto uma elevação maior imediatamente, mostrou a ata da reunião do BCE nesta quinta-feira.

O BCE abrandou o ritmo de suas altas de juros em 15 de dezembro, mas enfatizou que um aperto significativo ainda está por vir e apresentou planos para drenar dinheiro do sistema financeiro como parte de uma luta obstinada contra a inflação alta.

O banco elevou seus juros em 50 pontos-base naquela reunião e a presidente Christine Lagarde sugeriu até mais três aumentos do mesmo tamanho.

"Isso foi, de certa forma, visto como amplamente equivalente a aumentar os juros em 75 pontos-base na atual reunião, porque uma abordagem menos antecipada, mas mais constante, para levar os juros a níveis restritivos pode ser vista como consistente com a natureza mais persistente do processo de inflação e contínua incerteza elevada", disse o BCE.

Isso confirmou o que foi relatado pela Reuters em 15 de dezembro.

Ainda assim, um grande número de autoridades estava inicialmente defendendo um aumento de 75 pontos-base e alguns resistiram até o fim.

Fontes disseram à Reuters que o impasse terminou quando Lagarde se ofereceu para sinalizar mais aumentos de 50 pontos-base e uma mensagem dura sobre a inflação durante sua coletiva de imprensa, convencendo uma quantidade suficiente de autoridades a apoiar a proposta.

Os investidores precificaram mais aumentos nos juros do BCE após a decisão do banco, mas revisaram suas expectativas desde a virada do ano, já que os dados da inflação ficaram abaixo do esperado e o Federal Reserve levantou a perspectiva de altas menores nos juros.

(Reportagem de Balazs Koranyi)