Mercado fechará em 2 h 52 min

BCE tem que continuar elevando juros mesmo com riscos de recessão diz Lagarde

Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, fala em entrevista à imprensa em Frankfurt, Alemanha

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) tem que continuar elevando os juros para conter a inflação, mesmo que a probabilidade de uma recessão na zona do euro tenha aumentado, disse a presidente da instituição, Christine Lagarde, em entrevista publicada nesta terça-feira.

"Nosso mandato é a estabilidade de preços e temos que cumprir isso usando todas as ferramentas que temos disponíveis", disse Lagarde ao letão Delfi, repetindo a mensagem de política monetária da semana passada. "Estamos determinados a fazer o que for necessário para levar a inflação de volta à nossa meta de 2%".

O BCE aumentou os juros em um total de 200 pontos-base nas últimas três reuniões, e os mercados estão precificando uma série de outros movimentos que levariam a taxa de depósito de 1,5% para perto de 3% em 2023.

"O destino está claro e ainda não chegamos lá", disse Lagarde sem especificar onde as altas de juros podem terminar. "Teremos mais aumentos no futuro."

A inflação da zona do euro subiu para 10,7% em outubro e deve ficar acima da meta de 2% do BCE até 2024, elevando o risco de que empresas e famílias comecem a ajustar seu comportamento à medida que perdem a confiança na disposição do banco de recuperá-la.

"Quanto mais tempo a inflação ficar em níveis tão altos, maior o risco de que ela se espalhe por toda a economia", disse Lagarde.

(Reportagem de Balazs Koranyi)