Mercado fechará em 1 h 26 min
  • BOVESPA

    113.146,74
    +2.221,14 (+2,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.550,61
    +93,06 (+0,18%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,10
    -0,12 (-0,15%)
     
  • OURO

    1.809,30
    -5,90 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    16.961,18
    -19,61 (-0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,65
    +1,22 (+0,31%)
     
  • S&P500

    4.057,52
    -19,05 (-0,47%)
     
  • DOW JONES

    34.328,31
    -66,70 (-0,19%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.954,50
    -108,25 (-0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4849
    +0,0195 (+0,36%)
     

BCE se desfaz de subsídio a empréstimos bancários para reduzir excesso de dinheiro no sistema

Vista do Banco Central Europeu, em Frankfurt

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) se desfez nesta quinta-feira de um subsídio a seus empréstimos plurianuais a bancos para incentivá-los a pagar o que devem mais cedo, em uma medida destinada a reduzir o excesso de dinheiro no sistema e evitar constrangimentos políticos.

O BCE está sob pressão para alterar os termos de suas Operações de Refinanciamento Direcionadas de Longo Prazo (TLTRO, na sigla em inglês), porque a taxa generosa oferecida no auge da pandemia da Covid-19 permitiu que os bancos obtivessem um lucro garantido à custa do BCE.

Além de custar caro para o BCE, essa fonte de dinheiro barato estava atrapalhando sua luta para reduzir a inflação, que está perto de 10% na zona do euro.

Por essas razões, o BCE disse que os bancos agora terão de pagar as taxas vigentes sobre seu crédito TLTRO, em vez da taxa média ao longo de toda a duração dos empréstimos.

“A partir de 23 de novembro de 2022 até a data de vencimento ou data de reembolso antecipado de cada respectiva operação TLTRO III pendente, a taxa de juro das operações TLTRO III será indexada à média das principais taxas de juro aplicáveis do BCE deste período”, afirmou o BCE.

O banco central também oferecerá aos bancos datas adicionais de reembolso antecipado voluntário.

Analistas alertaram que mudanças retroativas podem impedir os bancos de recorrer a empréstimos semelhantes em crises futuras.

Os bancos da zona do euro estão com 2,1 trilhões de euros em empréstimos TLTRO concedidos a taxas de juros ultrabaixas ou até negativas em um momento em que a principal preocupação do BCE era a inflação persistentemente baixa.

Mas a taxa de depósito que o BCE paga aos bancos comerciais está agora de volta ao território positivo e deve aumentar ainda mais.

(Reportagem de Francesco Canepa e Yoruk Bahceli)