BCE rejeita proposta da Irlanda para notas promissórias

O Banco Central Europeu (BCE) rejeitou a solução preferencial da Irlanda para uma disputa sobre o custo do dinheiro emprestado para resgatar um banco falido, disse agência de notícias Reuters, citando fontes da União Europeia.

O Ministério das Finanças da Irlanda, Michael Noonan, propôs converter uma nota promissória emitida para subscrever o Anglo Irish Bank em bônus governamentais de longo prazo que serão detidos pelo Banco Central da Irlanda, segundo a agência. A nota exige pagamentos de 3,1 bilhões de euros por ano até 2023.

O Conselho do BCE discutiu o plano pela primeira vez em uma reunião na quarta-feira e na quinta-feira e concordou que ele corresponderia ao "financiamento monetário" do governo da Irlanda, proibido de acordo com o artigo 123 do Tratado da UE, disse a Reuters, citando fontes.

Um porta-voz do Departamento de Finanças da Irlanda se recusou a comentar, enquanto funcionários do Banco Central e do governo irlandês não foram encontrados para falar sobre a notícia, afirmou a agência.

A fonte ouvida pela Reuters disse que todos os envolvidos na Irlanda, Comissão Europeia, ministros das Finanças da zona do euro e o BCE desejam encontrar uma solução até o fim de março, quando vencerá o próximo pagamento. AS informações são da Dow Jones.

Carregando...