Mercado fechará em 6 h 5 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,18
    -0,29 (-0,37%)
     
  • OURO

    1.893,20
    +2,50 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    22.765,34
    -395,50 (-1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,50
    -12,40 (-2,31%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.945,40
    +60,23 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.624,36
    +340,84 (+1,60%)
     
  • NIKKEI

    27.584,35
    -22,11 (-0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.679,75
    +134,50 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6093
    +0,0419 (+0,75%)
     

BCE precisa de altas significativas de juros nas próximas reuniões, diz Rehn

Presidente do banco central da Finlândia, Olli Rehn

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu ainda precisa aumentar as taxas de juros "significativamente" em suas próximas reuniões para conter a inflação, disse o chefe do banco central finlandês, Olli Rehn, nesta quarta-feira.

"Isto significa aumentos significativos das taxas nas demais reuniões deste inverno (no Hemisfério Norte)", disse Rehn, que faz parte do Conselho do BCE, em um webinar com o Instituto Peterson de Economia Internacional.

O BCE aumentou os juros em um total de 2,5 pontos percentuais desde julho e prometeu "um ritmo constante" de aumentos nos próximos meses.

(Reportagem de Balazs Koranyi)