Mercado abrirá em 7 h 18 min

BCE pode realizar reunião extraordinária sobre vírus se necessário, diz Vasiliauskas

BRUXELAS (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) não espera tomar qualquer ação em relação ao coronavírus em sua próxima reunião do Conselho, marcada para 12 de março, mas poderá convocar uma reunião de emergência, afirmou nesta quinta-feira o presidente do banco central da Lituânia, Vitas Vasiliauskas.

Neste momento, o BCE tem uma "abordagem de esperar para ver", disse Vasiliauskas em uma conferência de imprensa em Bruxelas. Mas "não há problema para o Conselho se reunir de maneira extraordinária, para não esperar até a próxima reunião de política monetária".

Questionado se o BCE estava aguardando decisões de outros bancos centrais antes de agir devido ao surto de coronavírus, ele disse: "Não vivemos em um mundo autônomo. Cooperamos com outros bancos centrais. Trocamos informações e coordenamos ações".

O BCE está monitorando o efeito do vírus nas cadeias de suprimentos e pode precisar examinar seu possível impacto no consumo se surgirem "choques de demanda", disse Vasiliauskas.

Separadamente, Vasiliauskas disse que a atual revisão de política monetária que o BCE está planejando provavelmente será concluída em dezembro. Ele disse que não espera "mudanças radicais" no funcionamento do banco.


(Reportagem de Francesco Guarascio)