Mercado fechado

BCE deveria analisar formulação de meta de inflação, diz Villeroy

·1 minuto de leitura
Membro do BCE François Villeroy de Galhau
Membro do BCE François Villeroy de Galhau

PARIS (Reuters) - O Banco Central Europeu deveria avaliar a forma como sua meta de inflação é formulada na revisão de sua estrutura de política monetária, disse o membro do BCE François Villeroy de Galhau nesta sexta-feira.

O BCE atualmente se esforça para direcionar a inflação no médio prazo a uma taxa "abaixo, mas próxima de 2%", mas não a alcança há anos, apesar das injeções massivas de estímulo monetário na economia para elevar os preços.

Villeroy, que também é presidente do banco central francês, disse que a meta é "simétrica" no sentido de que não é um teto -- como às vezes é percebida -- e que o BCE poderia tolerar exceder esse nível por algum tempo sem apertar a política monetária.

"O Conselho reafirma frequentemente seu compromisso com a simetria", disse Villeroy em um discurso online para o Fórum Oficial de Instituições Monetárias e Financeiras. "No entanto, devemos examinar se a formulação atual lança dúvidas sobre isso", acrescentou.

Com a inflação ainda presa abaixo da meta do BCE, Villeroy negou "conversas fiadas" de que estava ficando sem munição e disse não deve haver dúvidas sobre sua determinação e capacidade de agir mais. "Se necessário, o BCE tem amplo espaço de manobra", disse ele.