Mercado fechado

BC vê sistema financeiro resiliente e capitalizado em meio a cenário global deteriorado

BRASÍLIA (Reuters) - O sistema financeiro nacional mantém indicadores positivos de estabilidade, incluindo níveis adequados de capitalização, provisões e liquidez, avaliou o Banco Central, ponderando que o cenário econômico global apresentou deterioração nos últimos meses.

As perspectivas de crescimento global pioraram com inflação alta e aperto na política monetária em grande parte dos bancos centrais, o que deteriora as condições financeiras globais, leva à reprecificação de ativos e aumenta custos de financiamento, disse o BC na ata da reunião do Comitê de Estabilidade Financeira (Comef), divulgada nesta quinta-feira.

“A eventual materialização de cenários extremos de reprecificação de ativos financeiros globais devido ao aperto monetário, riscos de recessão, e riscos geopolíticos pode levar a impacto significante sobre economias emergentes”, afirmou a autoridade monetária.

Na segunda-feira, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, demonstrou preocupação com um possível cenário em que o mundo entra em desaceleração econômica e a inflação global demora a ceder. Segundo ele, esse ambiente provocaria uma reprecificação de ativos.

No documento, o BC ponderou que esse risco vem sendo mitigado pela normalização da política monetária no exterior e a transparência na condução dos juros pelas economias avançadas. Acrescentou ainda que as instituições brasileiras têm baixa exposição ao risco cambial e pequena dependência de captação externa.

“O Comitê está atento à evolução do cenário internacional e segue preparado para atuar, minimizando eventual contaminação desproporcional sobre os preços dos ativos locais”, afirmou.

Outro ponto de atenção, para o BC, é uma ampliação observada no apetite ao risco das instituições financeiras, com crescimento elevado das operações de crédito não consignado e de cartões de crédito --mas ainda dentro de padrões históricos.

Para o comitê, os preços dos ativos e o crescimento do crédito não representam preocupação no médio prazo, embora existam incertezas a serem acompanhadas.

O BC acrescentou que as provisões dos bancos seguiram adequadas, acima das estimativas de perdas esperadas, e os níveis de capitalização e de liquidez do sistema financeiro estão superiores aos requerimentos prudenciais.

“Os resultados dos testes de estresse demonstram que o sistema está resiliente”, disse.

O Comef é responsável por estabelecer diretrizes para a preservação da estabilidade financeira e a prevenção a riscos sistêmicos. Em sua reunião mais recente, realizada na semana passada, o comitê decidiu manter em 0% o Adicional Contracíclico de Capital Principal (ACCP). O adicional é uma parcela do capital das instituições a ser acumulada em momentos de expansão do ciclo de crédito, tratando riscos do crédito e dos preços dos ativos.

(Por Bernardo Caram)