Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.675,42
    -406,69 (-0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

BC turco eleva previsão de inflação para 2021 e prevê queda no 4º tri

·1 minuto de leitura
Logo do banco central da Turquia

Por Ezgi Erkoyun e Ali Kucukgocmen

ISTAMBUL (Reuters) - O banco central da Turquia elevou sua previsão de inflação no fim do ano para 14,1% nesta quinta-feira, próxima, mas ainda abaixo das expectativas do mercado, com o presidente do banco prevendo queda significativa da inflação no quarto trimestre.

O presidente Sahap Kavcioglu, ao apresentar o relatório trimestral de inflação do banco central, elevou a projeção de inflação no fim do ano, que estava em 12,2%, e também a projeção para o fim de 2022, de 7,5% para 7,8%.

Uma pesquisa da Reuters esta semana mostrou que os economistas esperam que a inflação, que subiu para 17,53% em junho, atinja 18,5% em julho e permaneça elevada em 16% no final de 2021.

"A inflação pode seguir um curso volátil nos meses de verão. Nossa postura de política monetária é rígida o suficiente para evitar que essas volatilidades se reflitam na tendência principal", disse Kavcioglu.

Kavcioglu disse que a inflação esteve no topo da faixa das expectativas no mês passado e que as questões estruturais por trás dela precisam ser resolvidas e medidas tomadas para aumentar a concorrência.

Ele disse que o banco manterá uma postura rígida de forma decisiva até que uma queda contínua da inflação seja alcançada, mas a política monetária por si só não é suficiente para combater a inflação, dizendo que ela precisa estar coordenada com a política fiscal.

(Reportagem adicional de Nevzat Devranoglu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos