Mercado abrirá em 2 h 26 min
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,02
    -0,19 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.845,20
    +4,00 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    30.262,66
    +1.257,42 (+4,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,40
    +23,17 (+3,55%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.430,82
    +128,08 (+1,75%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    12.065,00
    +186,75 (+1,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1807
    -0,0381 (-0,73%)
     

BC suspende sistema que localiza dinheiro esquecido em bancos após sobrecarga

·1 min de leitura
Fachada da sede do Banco Central em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) -O Banco Central suspendeu nesta terça-feira o acesso ao novo sistema que localiza recursos esquecidos em bancos, justificando que o volume de acessos gerou sobrecarga e criou instabilidade no sistema.

"Estamos trabalhando para que o funcionamento dos sites seja normalizado o mais breve possível e também para o retorno do Sistema Valores a Receber”, informou.

O BC anunciou na segunda-feira uma nova funcionalidade em seu site, chamada de Sistema Valores a Receber, que permite que cidadãos e empresas consultem se têm dinheiro a receber de bancos e outras instituições financeiras.

A estimativa é que haja aproximadamente 8 bilhões de reais em recursos parados nas instituições e que poderão ser resgatados, entre contas-correntes, poupanças, tarifas cobradas indevidamente, consórcios e cotas de cooperativas.

Ao longo desta terça, havia instabilidade e dificuldade de acesso não apenas no novo sistema, mas também em outras funções no site do BC.

"O Sistema Valores a Receber recebeu demanda acima da esperada e estamos ajustando a capacidade de atendimento", informou a autarquia.

Segundo a autoridade monetária, apesar da instabilidade, 79 mil pessoas conseguiram fazer consultas no sistema e 8,5 mil solicitaram a devolução de 900 mil reais.

(Por Bernardo Caram; edição de José de Castro e Isabel Versiani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos