Mercado abrirá em 9 h 52 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,11
    -0,19 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.751,30
    +1,50 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    44.488,57
    +738,90 (+1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.113,72
    +4,80 (+0,43%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.623,31
    +112,33 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    30.200,89
    +561,49 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    15.301,50
    -2,00 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2246
    -0,0004 (-0,01%)
     

BC russo vai avaliar necessidade de aumento dos juros em 10 de setembro

·2 minuto de leitura

Por Andrey Ostroukh

MOSCOU (Reuters) - O banco central russo vai avaliar a necessidade de um aumento da taxa básica de juros na reunião de 10 de setembro, disse seu vice-presidente, Alexei Zabotkin, nesta quinta-feira, reiterando a palavra do banco em seu último comunicado de julho.

O banco central deve aumentar os juros pela quinta vez este ano, em setembro, para combater a inflação persistentemente alta em meio a uma rápida recuperação econômica após a contração de 3% em 2020, sua queda mais acentuada em 11 anos.

Zabotkin não disse quais as opções que o banco está avaliando, mas disse que o sinal de juros de julho, quando o banco central elevou a taxa em 1 ponto percentual, a 6,5%, continua relevante.

Em julho, o banco central disse que "avaliará a necessidade de mais aumentos de juros em suas próximas reuniões" se a situação se desenvolver em linha com o cenário básico.

Recentemente, a inflação se estabilizou e deve começar a desacelerar no quarto trimestre, disse Zabotkin, apresentando um relatório sobre a política monetária da Rússia em 2022-2024.

Em agosto, a inflação anual atingiu uma máxima em cinco anos de 6,79%, o que deve levar o banco central russo a elevar a taxa básica de juros novamente em pelo menos 25 pontos-base, segundo pesquisa da Reuters.

"O cenário base prevê a taxa básica (de juros) na faixa média de 6-7% em 2022, o que também prevê a possibilidade de um aumento adicional em relação ao nível atual", disse Zabotkin.

A inflação anual, principal área de responsabilidade do banco central, desacelerará para 4,0-4,5% em 2022 e para a meta de 4% em 2023 sob seu cenário base de 5,7-6,2% neste ano, informou o banco.

(Por Andrey Ostroukh, Anton Kolodyazhnyy, Katya Golubkova, Elena Fabrichnaya, Darya Korsunskaya e Tatiana Voronova)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos