BC reduz para 1,0% previsão de alta do PIB em 2012

O Banco Central revisou para baixo sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, de 1,6% para 1,0%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pela autoridade monetária por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI). De acordo com o BC, a nova estimativa incorpora os resultados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para os três primeiros trimestres deste ano e as estatísticas disponíveis sobre o terceiro trimestre do ano.

Leia também:
BC eleva para 5,7% projeção de inflação para 2012
BC vê alta de 3,3% do PIB em 12 meses até setembro/2013

A expectativa para o crescimento da produção industrial contribuiu para a piora da estimativa para o PIB geral, já que o setor deve registrar queda de 0,5% neste ano, ante previsão anterior de recuo de 0,1%. Dentro desse item, vale destacar construção civil, que deverá crescer 1,9% ante expectativa anterior de expansão de 2,5%; e a indústria extrativa, que deve cair 0,5% de uma projeção de alta de 0,8% antes.

O BC reduziu também sua previsão para o crescimento do setor de serviços neste ano de 2,2% no relatório anterior para 1,6%, no documento divulgado nesta quinta-feira. Nessa área, as principais revisões foram para as atividades de intermediação financeira (queda de 2,1 pontos porcentuais entre um relatório e outro), comércio (-0,8pp) e transportes (-0,8pp).

Apesar de ter melhorado a projeção para o setor agrícola em relação a setembro, o BC projeta um recuo de 1% em 2012 para este ramo de atividade - a estimativa anterior era de queda de 1,4%. A melhora, conforme a autoridade monetária, está associada, principalmente, ao desempenho das culturas de café e milho no terceiro trimestre.

O relatório apontou ainda uma redução de 1,3pp, para -3,5%, para a formação bruta de capital fixo (FBCF). A alegação para a diminuição da projeção foi a constatação da contração do indicador no terceiro trimestre deste ano. As projeções para o consumo das famílias passaram de 3,3% para 3,0%, enquanto as para o consumo do governo, de 3,7% para 3,2%.

Já a variação anual das exportações foi revista em -0,6pp, para 0,3%, enquanto a expansão das importações foi revisada de 2,7% para 0,3%. Segundo o BC, a mudança é reflexo da moderação da demanda doméstica e do impacto, maior que o inicialmente avaliado, da mudança na forma da contabilização das importações de petróleo. A contribuição da demanda interna para a expansão do PIB neste ano foi estimada pelo BC em 1 ponto porcentual, enquanto a do setor deverá ser nula.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,2430+0,022+0,68%
    USDBRL=X
    3,6402+0,0311+0,86%
    EURBRL=X
    0,8904-0,0016-0,18%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    13,69-0,31-2,21%
    PETR4.SA
    3,63+0,02+0,55%
    GOAU4.SA
    3,57-0,04-1,11%
    USIM5.SA
    15,33+0,09+0,59%
    VALE5.SA
    10,02+0,52+5,47%
    SUZB5.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    6,00+0,98+19,52%
    SLED3.SA
    34,93+4,93+16,43%
    TWTR34.SA
    19,00+0,90+4,97%
    SNSY5.SA
    4,00+0,31+8,40%
    CEDO4.SA
    69,30+5,30+8,28%
    WPLZ11B.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    2,10-0,05-2,33%
    AFLT3.SA
    9,45-0,55-5,50%
    MTSA4.SA
    12,78-0,92-6,72%
    ENEV3.SA
    8,33-0,67-7,44%
    BSEV3.SA
    5,99-0,01-0,17%
    CRPG5.SA