Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,97
    -0,10 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.806,30
    +4,50 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    38.300,64
    +4.332,92 (+12,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    913,09
    +119,36 (+15,04%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    26.611,05
    -710,93 (-2,60%)
     
  • NIKKEI

    27.904,92
    +356,92 (+1,30%)
     
  • NASDAQ

    15.088,50
    -9,50 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1187
    -0,0029 (-0,05%)
     

Banco Central libera pagamento via WhatsApp para 'teste'

·2 minuto de leitura
Banco Central liberou testes com pagamentos via WhatsApp. (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Banco Central liberou testes com pagamentos via WhatsApp. (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)

O Banco Central do Brasil liberou a funcionalidade de pagamentos via WhatsApp no contexto de um programa de testes, afirmaram as operadoras de pagamento Mastercard e Visa. As informações são da agência de notícias Reuters.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

"A funcionalidade ficará liberada apenas para um grupo limitado de cartões que realizarão transações de baixo valor", disse a Mastercard à Reuters em comunicado. A empresa disse ainda que "segue contribuindo com o regulador para que o serviço seja liberado para o consumidor final”.

Leia também

O Banco Central havia interrompido anteriormente as operações que permitiriam o pagamento de valores por meio do WhatsApp, app de mensagens do Facebook, por entender que os devidos protocolos de segurança e autorização não haviam sido apresentados pelas empresas responsáveis pelo serviço, entre elas WhatsApp, Cielo, Mastercard e Visa.

No início do mês passado, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que a entidade estava “disposta” a autorizar o novo sistema de pagamentos via WhatsApp. Mas, para isso, segundo, Campos Neto, o WhatsApp teria que comprovar que o seu sistema protege os dados dos clientes “de forma adequada”.

“Em nenhum momento BC proibiu nada”, disse Campos Neto. O presidente disse que o Banco Central “está disposto a autorizar assim que for seguido o mesmo trilho dos outros arranjos”

No entendimento da entidade, a escala da base de usuários do WhatsApp, que passa de 120 milhões no Brasil, trará profundas implicações para o setor de pagamentos brasileiro.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos