Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.117,32
    -1.687,19 (-7,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

BC do Japão compartilha visão mais otimista em 8 anos para economia regional

·1 min de leitura
Presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda

Por Leika Kihara e Daniel Leussink

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão ofereceu nesta quarta-feira sua visão mais otimista da economia regional do país em mais de oito anos, num sinal de confiança de que o recente ressurgimento de infecções por coronavírus não prejudicará a frágil recuperação nacional.

A avaliação otimista aumenta a chance de o Banco do Japão revisar suas previsões de crescimento e preços para o ano fiscal que começa em abril, em novas projeções com divulgação na próxima semana.

"A economia do Japão está se recuperando como tendência, embora permaneça em estado grave devido ao impacto da pandemia de coronavírus", disse o presidente do banco central, Haruhiko Kuroda, em discurso a gerentes regionais do banco nesta quarta-feira.

Kuroda também disse que a inflação ao consumidor deve acelerar gradualmente com um aumento esperado na demanda.

Em um relatório trimestral sobre o Japão regional, o banco central elevou sua avaliação econômica para todas as nove regiões pela primeira vez desde outubro de 2013.

A avaliação sobre o consumo também foi revisada para cima em todas as nove regiões pela primeira vez desde que o banco começou a publicar o relatório, em 2005.

"Todas as regiões disseram que suas economias estão se recuperando ou mostrando sinais de recuperação, conforme o impacto da pandemia no consumo de serviços diminui um pouco", disse o banco central no relatório.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos