Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.396,88
    -49,37 (-0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

BC inicia nesta 5ª rolagem de US$15,6 bi em swaps cambiais

Cédulas de dólares

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Central começará a partir desta quinta-feira (18) a realizar leilões de rolagem dos contratos de swap cambial com vencimento em 3 de outubro de 2022, que somam 15,6 bilhões de dólares, ou 311.260 contratos, informou o BC nesta quarta-feira.

O Bacen vai ofertar entre 11h30 e 11h40 (de Brasília) até 15 mil contratos de swap cambial tradicional, em lote distribuído entre os vencimentos 1º de fevereiro de 2023 e 1º de junho de 2023.

"A execução desta rolagem prevê a realização de leilões diários de swap tradicional e compreenderá o período necessário para que todo o estoque vincendo em 3/10/2022 seja renovado", disse o Banco Central em nota à imprensa publicada em seu site.

"O BC poderá alterar o lote ofertado a cada dia, ou mesmo acatar propostas em montante inferior à oferta, conforme as condições de demanda pelo instrumento, sem prejuízo do objetivo de rolagem integral do vencimento", acrescentou.

O Bacen possui 100,337 bilhões de dólares em estoque de contratos de swap cambial tradicional no mercado.

O swap é um derivativo que permite troca de taxas ou rentabilidade de ativos financeiros. No caso do swap cambial tradicional, o título paga ao comprador a variação da taxa de câmbio acrescida de uma taxa de juros (cupom cambial). Em troca, o BC recebe a variação da taxa Selic.

O objetivo do BC com esse instrumento é evitar movimento disfuncional do mercado de câmbio, provendo hedge cambial --proteção contra variações excessivas do dólar em relação ao real-- e liquidez aos negócios. A colocação de contratos de swap tradicional, portanto, funciona como injeção de dólares no mercado futuro.

(Por José de Castro)