BC eleva para 5,7% projeção de inflação para 2012

O Banco Central aumentou sua projeção de inflação para 2012, mas diminuiu a estimativa para 2013 no cenário de referência. Essas projeções do cenário de referência revelam que a presidente Dilma Rousseff entregará uma inflação acima do centro da meta ao final de todos os anos de seu governo.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira por meio do Relatório Trimestral de Inflação e indica inflação de 5,7% este ano, um aumento de 0,5 ponto porcentual em relação ao documento de setembro. O porcentual está acima do centro da meta de 4,5% para 2012. "Entretanto, a projeção apresenta tendência declinante ao longo de 2013", considerou o relatório.

A projeção é de que o IPCA parta de 5,7% no primeiro trimestre do ano que vem, se desloque de 5,1%, do relatório anterior, para 5,5% no segundo trimestre. Para o terceiro, a alta é de 4,6% para 4,9% e para o quarto, de 4,8%.

Para 2014, a projeção se situa em 5,1% no primeiro e segundo trimestres ante expectativas do relatório anterior de 5,2% e 5,1%, respectivamente. Para o terceiro trimestre de 2014 passou de 5,1% para 5,0% e agora o BC projeta 4,9% para o quarto trimestre.

O cenário de referência considera as informações disponíveis até o dia 7 de dezembro, que ficam inalteradas para todo o período estimado. No caso deste relatório, foi considerado câmbio constante de R$ 2,05 e Selic em 7,25% ao ano. No documento anterior, o câmbio estava nesse mesmo patamar, mas a Selic estava em 7,50% ao ano.

O BC repetiu no relatório divulgado nesta quinta-feira que o Comitê de Política Monetária (Copom) entende que a estabilidade das condições monetárias por um período de tempo "suficientemente prolongado" é a "estratégia mais adequada" para garantir a convergência da inflação para a meta, de 4,5%.

No documento, a autoridade monetária destaca que isso deve ocorrer ainda que "de forma não linear". Estas expressões têm sido usadas correntemente pelo BC em seus documentos de comunicação com o mercado, como a ata do Copom e o comunicado que se segue à decisão sobre o rumo da política monetária.

Ainda segundo o BC, a probabilidade estimada de a inflação ultrapassar o limite superior da meta de inflação em 2013 caiu de 13% para 12% no cenário de referência. Para 2014, a chance de estouro está em torno de 19%. No cenário do mercado, a probabilidade de o IPCA ficar acima de 6,5% em 2013 passou de segue em 14%. Para 2014, a estimativa está em 24%.

Carregando...