Mercado abrirá em 5 h 11 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,16
    +0,88 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.853,70
    +11,60 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    30.511,02
    +1.120,71 (+3,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    683,31
    +9,94 (+1,48%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.456,95
    +66,97 (+0,91%)
     
  • HANG SENG

    20.443,37
    -273,87 (-1,32%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.986,75
    +146,00 (+1,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1574
    +0,0046 (+0,09%)
     

BC divulgará estatísticas fiscais de março na próxima 2ª mesmo com manutenção da greve

Homem caminha em frente à sede do Banco Central, em Brasília

Por Bernardo Caram

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central divulgará na próxima segunda-feira o relatório de estatísticas fiscais com dados relativos ao mês de março, informou a autarquia nesta quarta-feira, apesar da continuidade da greve dos servidores do órgão.

O documento será apresentado na segunda às 9h30 (horário de Brasília), com mais de duas semanas de atraso em relação à data original. O BC não informou a previsão para divulgação de outras estatísticas, como as de setor externo e de crédito.

De acordo com a assessoria de imprensa do BC, a Lei de Responsabilidade Fiscal determina que o Executivo envie ao Congresso até o final de maio documento sobre o cumprimento das metas fiscais, ofício que usa as estatísticas compiladas pela autoridade monetária.

"Assim, essa atividade foi definida como essencial e por isso está sendo realizada", informou.

No fim de abril, após breve suspensão da greve, os servidores aprovaram a retomada da paralisação por tempo indeterminado, o que vem comprometendo a divulgação de indicadores. Nesta semana, a categoria, que pressiona por aumento de salário, decidiu manter a greve.

(Por Bernardo Caram)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos