Mercado fechado

BC da Turquia não teve "muito sucesso" em conter preços, diz presidente da autoridade monetária

Sede do BC da Turquia em Ancara

Por Nevzat Devranoglu e Ali Kucukgocmen

ANCARA (Reuters) - O banco central da Turquia elevou sua previsão de inflação para o final de 2022 de 60,4% para 65,2%, disse o presidente da instituição, Sahap Kavcioglu, nesta quinta-feira, ao admitir que o banco não teve "muito sucesso" em conter o aumento dos preços.

A inflação anual turca subiu para uma máxima de 24 anos de 83,45% em setembro, depois que o banco central surpreendeu os mercados cortando os juros duas vezes em dois meses.

Os cortes vieram enquanto outros bancos centrais pelo mundo apertam a política monetária, tornando a Turquia uma exceção com uma taxa real profundamente negativa.

O banco central cortou os juros novamente este mês, em 1,5 ponto percentual, depois que o presidente do país, Tayyip Erdogan, pediu uma taxa de juros de um dígito até o fim do ano.

A apresentação do presidente do banco central indicou que a inflação deve atingir um pico em torno de 85% antes de cair.

"A inflação diminuirá rapidamente devido à oferta contínua, à manutenção da estabilidade nas taxas de câmbio e à normalização do comportamento dos preços", disse Kavcioglu a repórteres em entrevista coletiva em Ancara.

Questionado se o banco conseguiu reduzir a inflação, Kavcioglu disse: "Não podemos nos considerar muito bem-sucedidos. Se Deus quiser, as decisões que tomamos nos tornarão bem-sucedidos em pouco tempo".

(Reportagem de Nevzat Devranoglu, Ali Kucukgocmen e Ezgi Erkoyun)