Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.381,29
    +152,50 (+0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

BC da China promete suporte para combater problemas provocados pela pandemia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Sede do Banco do Povo da China, em Pequim
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SINGAPURA (Reuters) - O banco central da China prometeu nesta quarta-feira suporte de política monetária para garantir liquidez ampla, ajudar as empresas gravemente atingidas pelo último surto de Covid-19 no país e apoiar a recuperação do consumo

As observações vieram depois que um alto órgão decisório do Partido Comunista também prometeu, na semana passada, apoiar a economia.

"(Não devemos) perder tempo planejando ferramentas políticas incrementais para sustentar o crescimento econômico constante, estabilizar empregos e preços ... para proporcionar um ambiente monetário e financeiro justo", disse o Banco do Povo da China em uma declaração nesta quarta-feira.

Ele não detalhou as medidas que poderia tomar.

As instituições financeiras deveriam visar atender às necessidades da economia real, disse o banco central, tais como aumentar o financiamento para pequenas empresas com custos mais baixos, ajudar as empresas de importação e exportação, bem como o setor de serviços e as empresas de aviação que foram gravemente afetadas pela pandemia.

O banco também pediu um crescimento "estável e ordenado" no financiamento do setor imobiliário, que tem experimentado uma desaceleração prolongada nos últimos meses.

Economistas dizem que a meta de crescimento econômico de Pequim de cerca de 5,5% este ano será difícil de ser atingida sem um estímulo significativo, pois os lockdowns e outras restrições para combater a pandemia causam estragos nas cadeias de abastecimento.

(Reportagem de Chen Aizhu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos