Mercado fechará em 2 h 31 min

BC do Canadá surpreende com alta de 1 p.p. dos juros em meio a piora de risco inflacionário

Por Julie Gordon e Steve Scherer

OTTAWA (Reuters) - O Banco do Canadá (banco central do país) surpreendeu os mercados nesta quarta-feira com um aumento de 1 ponto percentual na taxa de juros, magnitude vista pela última vez em 1998, citando uma inflação "mais alta e mais persistente" e o aumento do risco de essas pressões de preços se consolidarem.

O banco central, em uma decisão de política monetária prevista em calendário, elevou sua taxa básica de juros para 2,5%, de 1,5%, e disse que mais aumentos seriam necessários. O ritmo foi mais forte do que o de 75 pontos-base que economistas e mercados monetários haviam previsto.

"Com a economia claramente com excesso de demanda, inflação alta e se disseminando e mais empresas e consumidores esperando que a inflação alta persista por mais tempo, o Conselho de Governança decidiu antecipar o caminho para taxas de juros mais altas", disse o banco.

"As taxas de juros precisarão subir ainda mais", acrescentou.

O Banco do Canadá também elevou drasticamente suas previsões de inflação de curto prazo e deixou claro esperar que os aumentos de preços acelerem, com uma inflação média de cerca de 8% nos trimestres intermediários de 2022. A taxa anual de inflação do Canadá atingiu 7,7% em maio, perto de uma máxima em 40 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos