Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.245,48
    +66,54 (+0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

BC britânico deve se concentrar em objetivo principal de controlar a inflação, diz membro

Sede do Banco da Inglaterra em Londres

Por David Milliken e Andy Bruce

LONDRES (Reuters) - A política monetária do Banco da Inglaterra deve se concentrar em seu objetivo principal de controlar a inflação, em vez de se esforçar demais para estabilizar a taxa de câmbio ou a atividade econômica, disse o economista-chefe do banco central britânico, Huw Pill, nesta terça-feira.

Um dia antes, Catherine Mann, membro do Comitê de Política Monetária, sugeriu que aumentos maiores da taxa de juros a curto prazo poderiam ajudar a combater a recente fraqueza da libra, e depois serem revertidos se a economia vacilar.

De acordo com sua análise, uma abordagem mais ativista para aumentar e baixar os juros manteria a inflação mais próxima da meta a médio prazo, amortecendo as oscilações da libra impulsionadas pelos rápidos aumentos da taxa de juros nos Estados Unidos.

Pill disse que o Banco da Inglaterra precisa prestar atenção ao que está acontecendo nos mercados cambiais e em outros bancos centrais, mas deve ser realista sobre o que pode alcançar.

"A política monetária é um instrumento contundente", disse Pill ao Institute of Chartered Accountants na Inglaterra e País de Gales.

"A política monetária não é uma panaceia. A política monetária não é um instrumento que permita alcançar muitas e muitas coisas diferentes a curto prazo: estabilizar a taxa de câmbio, afinar a evolução do emprego ou da atividade", acrescentou ele.

Enquanto Mann fez parte de uma minoria no comitê de política monetária na semana passada que votou por um aumento de 0,5 ponto dos juros - algo que o banco implementou pela última vez em 1995 - Pill votou por um movimento de 0,25 ponto.

O Banco da Inglaterra aumentou os juros cinco vezes desde dezembro, quando se tornou o primeiro grande banco central a começar a aumentar as taxas após a pandemia de Covid-19, e os juros agora estão em 1,25%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos