Mercado fechado

BC adia entrada em vigor de nova regra de exigência de capital para instituições de pagamento

Banco Central do Brasil

Por Bernardo Caram

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central anunciou nesta sexta-feira o adiamento do prazo para entrada em vigor de novas regras prudenciais e de exigência de capital para instituições de pagamento para 1º de julho de 2023, ante previsão anterior de início da vigência em janeiro.

“O desenvolvimento e os ajustes necessários em sistemas de gestão e geração de informações prudenciais pelas instituições reguladas demandarão maior prazo de adaptação que o inicialmente indicado pelo regulado”, disse em nota.

Os regulamentos que sofreram adiamento foram publicados em março e maio deste ano.

Em maio, por exemplo, o BC publicou normas para endurecer exigências para funcionamento de fintechs de maior porte. O aperto nas obrigações será ampliado proporcionalmente ao tamanho e à complexidade das instituições.

O BC também aumentou os requerimentos de capital para absorção de perdas em situações de estresse financeiro, adequando as exigências conforme os riscos de cada tipo de atividade --de pagamento ou financeira.

Quando anunciadas, a previsão era de uma implementação gradual das medidas entre 2023 e 2025.