Mercado fechado

BBM Logística reverte lucro e registra prejuízo de R$ 2,6 milhões no 1º tri

Raquel Brandão

Parte do resultado foi afetada pelo aumento das despesas administrativas e comerciais A receita líquida da BBM Logística, transportadora controlada pelo fundo de investimentos Stratus, subiu 68% no primeiro trimestre quando comparado ao mesmo período de 2019, chegando a R$ 226,8 milhões. A companhia, porém, reverteu o lucro de R$ 2,5 milhões obtido no trimestre do ano anterior e registrou um prejuízo de R$ 2,6 milhões.

A companhia explica que parte do resultado foi afetada pelo aumento das despesas administrativas e comerciais, que cresceram 214%, para R$ 18,6 milhões.

De acordo com o relatório de administração da BBM, as despesas administrativas cresceram na comparação com o primeiro trimestre de 2019, principalmente em função da Translovato, cuja compra foi anunciada em novembro. O aumento também ocorreu por causa das despesas com fusões e aquisições e com os gastos já incorridos com o processo iniciado de oferta pública de ações, além de despesas ligadas ao aumento da estrutura corporativa da BBM a fim de sustentar suas iniciativas estratégicas.

A BBM suspendeu a oferta de ações em 14 de abril, devido à pandemia do novo coronavírus, mas afirma estar pronta para retomar a oferta “assim que o mercado de capitais apresentar condições mais adequadas”.

Ainda sobre a pandemia, a BBM diz que instituiu rapidamente seu comitê de crise e estruturou seu plano de contingência. “Considerando a situação atual da disseminação do surto, entendemos que a nossa projeção de receitas e dos fluxos de caixa operacionais para o ano de 2020 poderá ser revisada”, diz a companhia. O impacto, porém, ainda não é possível de ser mensurado, mas a empresa destaca que opera em segmentos essenciais do mercado, e possui parcela relevante de suas receitas vinculadas a contratos dedicados de longo prazo.

A BBM renegociou alguns contratos financeiros e tomou R$ 31 milhões em empréstimos com vencimento entre 12 e 36 meses para reforçar sua posição de caixa.

A pandemia, porém, também está sendo vista pela companhia de logística como uma oportunidade. “Entendemos que as restrições impostas pela pandemia podem nos propiciar diversas possibilidades de consolidação e de crescimento orgânico e estamos trabalhando com afinco para estar prontos para capturá-las”.