Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,97
    +0,19 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.820,00
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    20.039,05
    -295,82 (-1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    430,05
    -9,62 (-2,19%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    21.980,81
    -16,08 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    26.575,85
    -228,75 (-0,85%)
     
  • NASDAQ

    11.653,00
    -38,00 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4302
    +0,0196 (+0,36%)
     

Batman com anel do Lanterna Verde? DC já explorou o conceito em HQ melancólica

O anel do Lanterna Verde é uma das fontes de energia mais potentes do universo da DC, e como se trata de um acessório é comum que muitos fãs de quadrinhos imaginem heróis não relacionados utilizando o artefato. A própria editora já explorou esse conceito, com um dos momentos mais interessantes e melancólicos gerados por essa situação sendo a edição em que Batman teve acesso temporário ao poder da tropa de protetores galácticos.

A situação ocorreu em Green Lantern #9, de 2006, quando uma nova versão do Tatuado, clássico vilão do Lanterna Verde que pode transformar os itens desenhados em seu corpo em objetos reais, aparece em Gotham e força o Batman a pedir ajuda de Hal Jordan para lidar com o adversário.

Os dois heróis atuam juntos e conseguem derrotar o vilão, mas antes do fim da parceria, Hal comenta com Batman que ele também presenciou a morte de seus pais, e afirma que o anel dos Lanterna Verdes pode ajudar o Cavaleiro das Trevas a se recuperar do trauma, oferecendo o artefato para o herói de Gotham.

Batman aceita a proposta, e após ter um pouco de dificuldade para entender como o anel pode ser utilizado, consegue fazer ele obedecer a sua vontade. Bruce, então, cria manifestações de seus pais mortos, mas surpreende Hal quando se recusa a usar a oportunidade para ficar em paz com o falecimento dos Wayne no Beco do Crime tantos anos antes.

<em>Batman se recusa a ficar em paz e esquecer a morte de seus pais. (Imagem: Reprodução/DC Comics)</em>
Batman se recusa a ficar em paz e esquecer a morte de seus pais. (Imagem: Reprodução/DC Comics)

É um momento triste e que representa bem como a mente de Bruce encara a morte de seus pais - um crime horrendo que nunca deve ser esquecido, e a principal força por trás de sua cruzada contra os bandidos de Gotham. Ao mesmo tempo, é esse momento crítico que talvez justifique o fato do Batman poder manipular a energia do anel dos Lanterna Verdes — afinal, o assassinato dos Wayne faz o Cavaleiro das Trevas ser um dos personagens com maior força de vontade da DC, característica fundamental para um membro da tropa de guardiões galácticos.

Mas todo esse poder não faz sentido para o Batman se envolver esquecer o crime e seguir, indicando no processo uma imagem mais trágica que a de costume para o Cavaleiro das Trevas, mas que faz perfeito sentido — até mesmo se consideramos interpretações mais recentes do herói, como a de O Batman, em que o Cruzado Encapuzado tem obsessão em ser a encarnação da vingança contra os bandidos de Gotham. No fim, tudo isso mostra que talvez Bruce Wayne precise da dor para ser quem ele é, mesmo que seus colegas, como Hal Jordan, tentem convencê-lo do contrário.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos