Mercado fechado

Batman admite qual foi seu maior erro como membro da Liga da Justiça

Batman é conhecido por atuar sozinho e sempre estar um passo à frente dos inimigos, explorando sua obsessividade e paranoia em protocolos proativos para antecipar possíveis ameaças. Isso o ajuda a surpreender os vilões (e também os heróis), mas já colocou a própria vida e a de seus colegas da Liga da Justiça em risco. E ele mesmo admite em nova HQ qual foi seu maior erro quanto a isso.

Aviso! Spoilers para Batman #127!

Antes de falar sobre o que Batman revelou em uma história lançada nesta semana, é preciso lembrar do arco chamado Torre de Babel, lançado em 2000, por Mark Waid e Howard Porter, no título mensal JLA, entre os números 43 e 46. A trama mostrava que o Homem-Morcego havia criado planos de contingência para derrotar cada um de seus colegas de equipe, revelando suas maiores fraquezas — e como explorá-las.

O problema é que esses planos caíram nas mãos do vilão Ra’s al Ghul, que os usou para vencer a Liga da Justiça. Como resultado, a própria equipe, depois de se recompor, expulsou o Batman do grupo por algum tempo — e, claro, aumentou a desconfiança que muitos já tinham em relação a ele, assim como reforçou a opinião de que o Cavaleiro das Trevas não sabe atuar em equipe.

Batman conversa com o Superman sobre seu maior erro com a Liga da Justiça (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Batman conversa com o Superman sobre seu maior erro com a Liga da Justiça (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Em Batman #127, lançado nesta semana, o Cavaleiro das Trevas admite que seu maior erro na Liga da Justiça é relacionado justamente a esses planos de contingência. Ao ser confrontado pelo Superman na Batcaverna, o Homem de Aço pergunta se ele não imaginou que esse comportamento poderia bani-lo da equipe.

Batman confessa ao Superman que o problema maior for não proteger seus planos de forma eficiente (Imagem: Reprodução/DC Comics)
Batman confessa ao Superman que o problema maior for não proteger seus planos de forma eficiente (Imagem: Reprodução/DC Comics)

O Homem-Morcego diz que ninguém gosta de trabalhar com quem tem o poder de colocar suas vidas em risco. Superman lembra que os colegas que o admiram poderiam ter morrido, e, em uma cena de amizade entre ambos, pede para falar com Bruce Wayne, e não seu alter-ego. Batman tira o capuz, e, então, admite que seu maior erro não foi criar os protocolos que poderiam derrotá-los. Sua maior falha, segundo o herói, foi não proteger essas informações de forma mais segura.

E, embora Batman tenha admitido seu erro, essa história mostra que não se arrependeu de criar os planos. Isso reforça a razão pela qual, até hoje, mais de duas décadas após a trama de Torre de Babel, o Homem-Morcego ainda desconfia de seus colegas de equipe — o que também ainda gera o mesmo sentimento nos heróis que atuam ao lado do Cavaleiro das Trevas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: