Basileia 3 será implementada no Brasil, diz Tombini

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, afirmou que está seguro que a implementação das normas de Basileia 3 no Brasil ocorrerá "sem perturbações." Ele assegurou que a autoridade monetária adotará um "cronograma adequado" para que tais regras internacionais entrem em vigor no País. As regras de Basileia 3 visam ampliar a solidez do sistema financeiro mundial, com colchões de liquidez mais amplos, a fim de reduzir riscos de alavancagem e tornar mais sólido o caixa dos bancos pelo mundo, especialmente os de grande porte.

No Brasil, as regras do acordo devem começar a ser implementadas em 2013, mas ainda não há definição sobre quando isso ocorrerá. É certo que a crise na Europa, e as dificuldades políticas de implementação do supervisor financeiro único no continente, que será o Banco Central Europeu, devem colaborar para atrasar um pouco o cronograma dessas normas no País.

Tombini também afirmou, ao proferir discurso no jantar anual da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que o sistema financeiro tem como principal característica a solidez. "Temos como princípio básico o aperfeiçoamento da regulação, o que é processo sem fim", comentou. Tombini destacou que o BC vem tornando melhor os instrumentos de captação de recursos, com destaque para as letras financeiras.

Carregando...