Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,57
    -0,35 (-0,54%)
     
  • OURO

    1.836,90
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    55.350,12
    -3.356,16 (-5,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.451,11
    -110,18 (-7,06%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.595,66
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.841,51
    -676,83 (-2,29%)
     
  • NASDAQ

    13.220,50
    -136,25 (-1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3579
    +0,0177 (+0,28%)
     

Basecamp enfrenta debandada de funcionários após banir discussões políticas

Lucas Soares
·2 minuto de leitura
Basecamp enfrenta debandada de funcionários após banir discussões políticas
Basecamp enfrenta debandada de funcionários após banir discussões políticas

A Basecamp está passando por dias turbulentos e viu uma debandada de funcionários após o CEO da empresa anunciar uma proibição de comentários políticos no ambiente de trabalho e nos fóruns da empresa. No blog da Basecamp, Jason Fried, disse que seus funcionários não teriam mais permissão para compartilhar “discussões políticas e sociais”.

Desde então, pelo menos três membros da gerência pediram desligamento. Além disso, a equipe de desenvolvimento de iOS também teria se demitido. Muitos dos funcionários que fazem parte da debandada disseram que a Basecamp estava colocando uma mordaça e tentando silenciar seus trabalhadores. A empresa, no entanto, não pareceu se importar com a saída e anunciou um plano demissão em massa.

Basecamp e a debandada de funcionários

“Ontem, oferecemos a todos do Basecamp a opção de uma indenização no valor de até seis meses de salário para quem está há mais de três anos na empresa e três meses de salário para quem está na empresa abaixo disso. Sem ressentimentos, sem perguntas. Para aqueles que não podem ver um futuro no Basecamp sob esta nova direção, nós os ajudaremos de todas as maneiras que pudermos para pousar em outro lugar”, anunciou na quarta-feira (28).

Jonas Downey, chefe de design, disse no Twitter ao anunciar seu desligamento: “Dadas as recentes mudanças no Basecamp, decidi deixar meu trabalho como chefe de design. Ajudei a projetar e construir todos os nossos produtos desde 2011 e, recentemente, também lidero nossa equipe de design.”

De acordo com o The Verge, a polêmica começou em uma discussão interna relacionada a uma lista de nomes de clientes da companhia. A postagem em um fórum interno tirava sarro de alguns nomes de origem asiática ou africana, o que acabou ofendendo uma parte da equipe. Após o anúncio do CEO, que pareceu se incomodar com a manifestação contrária a lista, começou a debandada de funcionários da Basecamp.

O principal projeto da Basecamp é uma ferramenta paga, também disponível em um app para iOS e Android, que permite que as equipes de gerenciamento de projetos e os profissionais freelancers organizem o fluxo de trabalho, podendo emitir relatórios e cronometrar atividades.

Imagem: Pixels (Pixabay)