Barril do Texas fecha em baixa de 2,83%

Nova York, 20 nov (EFE).- O petróleo do Texas caiu 2,83% nesta terça-feira e fechou em US$ 86,75 por barril em um dia marcado pela anunciada trégua entre Israel e as milícias de Gaza, mediada pelo Egito.

No fechamento do segundo pregão da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em dezembro perderam US$ 2,53 em relação ao preço de fechamento de segunda-feira.

O barril do Texas perdeu assim tudo que havia ganhado na véspera, quando subiu 2,7% devido à preocupação que gerava entre os operadores a possibilidade de a provisão de petróleo mundial ser afetada pelas tensões no Oriente Médio por causa da ofensiva israelense "Pilar Defensivo" sobre Gaza.

No entanto, esses medos diminuíram hoje graças à trégua anunciada após uma reunião em um hotel do Cairo entre representantes do Hamas, da Jihad Islâmica e dos serviços secretos do Egito.

No queda do barril do Texas também influiu a conferência do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, que pediu ao Congresso para alcançar um acordo que evite o chamado "abismo fiscal", que segundo sua opinião representa uma "ameaça substancial" que arrastaria de novo o país à recessão.

Já os contratos de gasolina com vencimento em dezembro perderam US$ 0,04 e fecharam em US$ 2,71 por galão (3,78 litros), enquanto os contratos de gasóleo para calefação para entrega no mesmo mês diminuíram também US$ 0,04 e terminaram em US$ 3,03 por galão.

Por fim, os contratos de gás natural com vencimento em dezembro somaram US$ 0,12 e fecharam em US$ 3,83 por cada mil pés cúbicos. EFE

tme/rsd

Carregando...