Mercado abrirá em 9 h 27 min
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,94
    -0,42 (-0,80%)
     
  • OURO

    1.825,10
    -4,80 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    36.072,01
    +369,07 (+1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    702,72
    -32,42 (-4,41%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.710,84
    +136,98 (+0,48%)
     
  • NIKKEI

    28.296,03
    -223,15 (-0,78%)
     
  • NASDAQ

    12.764,00
    -38,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3862
    -0,0064 (-0,10%)
     

Barnier diz que negociações do Brexit estão em progresso, mas Reino Unido está menos otimista

Guy Faulconbridge e Elizabeth Piper e Gabriela Baczynska
·1 minuto de leitura
Negociador chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier

Por Guy Faulconbridge e Elizabeth Piper e Gabriela Baczynska

LONDRES/BRUXELAS (Reuters) - O principal negociador da UE disse nesta quinta-feira que houve um bom progresso nas negociações comerciais com o Reino Unido que visam evitar um final turbulento para a crise do Brexit em duas semanas, mas uma autoridade britânica disse que os dois lados ainda estavam distantes.

À medida que as negociações se desenrolam, aumenta o otimismo de que um acordo é iminente para manter seu comércio de mercadorias -- que representa metade da atividade comercial anual UE-Reino Unido, no valor de quase 1 trilhão de dólares ao todo -- livre de tarifas e cotas a partir de 31 de dezembro.

A libra subiu acima de 1,35 dólar e era negociada em uma máxima em 2 anos e meio contra um dólar mais fraco depois que a ministra do Interior, Priti Patel, disse que as negociações haviam entrado no "túnel" - jargão da UE para a final das negociações, a fase sigilosa do tudo ou nada.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, o rosto da campanha do Brexit de 2016, terá que decidir se aceitará o acordo estreito oferecido pela UE ou se arriscará ao caos econômico que a retirada provocaria.

"Bom progresso, mas os últimos obstáculos permanecem", tuitou o negociador-chefe da UE, Michel Barnier. "Só assinaremos um acordo protegendo os interesses e princípios da UE."

Um funcionário da UE, que não quis ser identificado, disse que as divergências sobre a pesca ainda não foram resolvidas, e muitas outras questões menores ainda precisam ser "polidas".