Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.718,34
    +1.612,50 (+4,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    -0,0485 (-0,75%)
     

Bar que fez 'piadas' com mortes será denunciado à Polícia Civil por apologia ao crime

João Conrado Kneipp
·3 minuto de leitura
Primata Parrilla será denunciado pelo Procon-SP à Polícia Civil por apologia ao crime. (Foto: Reprodução/Yahoo Notícias)
Primata Parrilla será denunciado pelo Procon-SP à Polícia Civil por apologia ao crime. (Foto: Reprodução/Yahoo Notícias)

O Primata Parrilla, bar e churrascaria em Presidente Prudente (SP) que zombou das mortes de Eliza Samudio e Isabella Nardoni, será denunciado à Polícia Civil por apologia ao crime. A queixa será apresentada pelo próprio Procon de São Paulo, que também multou administrativamente o local.

“Além de infração administrativa, fato pelo qual já foi multado pelo Procon, o bar cometeu crime ao fazer apologia de crime ou de fato criminoso. Por isso, encaminharemos o caso à Polícia Civil para providências”, afirmou Fernando Capez, diretor executivo do Procon de São Paulo.

No início da semana, o bar foi alvo de críticas após divulgar, em seu perfil nas redes sociais, placas com frases que debochavam de crimes de repercussão nacional e de situações sociais graves, como a fome na Etiópia.

Entre as placas divulgadas, estão frases como “Fazer as refeições juntos, une a família! Etiópia, povo sem união”; “O cão é o melhor amigo do homem. Goleiro Bruno” e “Filho a gente não cria pra nós. Cria pra jogar no mundo. Alexandre Nardoni”.

Leia também

O Procon classificou as frases como “mensagens ofensivas à sociedade, ao ser humano e que incitam ao comportamento prejudicial”. O órgão estadual foi acionado após denúncias de consumidores ao Procon de Presidente Prudente.

Na avaliação do Procon, a empresa desrespeitou o Código de Defesa do Consumidor e o Código Brasileiro de Auto-Regulamentação Publicitária.

Inicialmente, a multa foi de R$ 1.134,85, mas pode aumentar durante o processo com a aplicação de agravantes. O bar tem direito a apresentar defesa dentro de 15 dias.

O QUE DIZ O PRIMATA PARRILLA

Ao Yahoo Notícias!, Daniel Arena Carrion, gerente e responsável pelas mídias sociais do local, afirmou que as placas não manifestam a opinião pessoal dos envolvidos, mas que seguirá fazendo as “piadas” uma vez que avalia ser “liberdade de expressão”.

“Não é a nossa opinião. Eu repudio esses tipos de crimes. Não é que eu ache que assassinato ou um feminicídio seja piada. (...) É um humor ácido, e que eu acho que as frases são engraçadas. (...) Você pode até achar de mal gosto, está ok, no seu direito. Mas isso não me tira o direito de fazer a piada que eu quiser. Se na semana que vem eu quiser fazer uma piada com a mulher da Yoki, vou fazer”, disse ele, quando o caso veio à tona, no dia 30 de novembro.

No entanto, após ser procurado pela mãe da modelo Eliza Samudio, o bar retirou a postagem que fazia menção ao caso e escreveu um texto pedindo desculpas. Na mensagem, o estabelecimento reafirmou o entendimento de que a postagem retirada era uma “piada”, mas que, neste caso, “as únicas pessoas com legitimidade de se ofenderem com tudo isso são a dona Sônia e o Bruninho”, filho da modelo com o goleiro.

“Por isso, em respeito à dona Sônia e ao Bruninho Samudio, estamos retirando a publicação. Mesmo entendendo se tratar somente de uma piada”.