Mercado abrirá em 3 h 57 min
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,45
    +0,17 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.710,10
    -5,70 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    50.238,59
    +438,74 (+0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,16
    +17,95 (+1,82%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.634,45
    -41,02 (-0,61%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.647,00
    -34,75 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7699
    -0,0088 (-0,13%)
     

Bar da Bohemia no Rio constrange cliente na comanda: ‘moça do peitão’

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Patricia Melo, vítima de constrangimento no Bar da Bohemia do Rio de Janeiro
Patricia Melo, vítima de constrangimento no Bar da Bohemia do Rio de Janeiro

Uma cliente do Bar da Bohemia, que leva o nome da marca de cerveja controlada pela gigante Ambev, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, está processando o estabelecimento, depois de ter sofrido grave constrangimento durante uma comemoração de aniversário com amigos, no último dia 10 de janeiro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Patricia Melo relata que, ao pedir a conta, ela e seus colegas ficaram chocados com o que viram na comanda. Em meio à lista de itens consumidos, havia uma observação, feita pelos funcionários do Bar da Bohemia, que identificava Patricia de forma desrespeitosa, constrangendo-a imediatamente: “moça do peitão”.

Leia também:

“Eu me senti hostilizada”, diz Patricia à reportagem do Yahoo Finanças. “Eles marcam a mesa por uma cliente, e ainda ousaram falar de uma parte íntima minha. Foi constrangedor e de total mau gosto. O restaurante todo parou para olhar. Eu fiquei constrangida, e meus amigos também.”

Patricia conta que, quando questionado, o gerente do local ainda tentou minimizar a ofensa, e disse que era “prática comum” no bar identificar clientes a partir de características físicas, e que o máximo que poderia fazer era pedir desculpas a ela. “O gerente achou super normal aquilo”, conta.

Comanda de Patricia com a observação dos funcionários do Bar da Bohemia
Comanda de Patricia com a observação dos funcionários do Bar da Bohemia

Patricia fez um vídeo relatando o episódio e o divulgou nas redes sociais. “Muitas pessoas se sensibilizaram com esse absurdo. Nenhuma mulher tem que passar por esse tipo de coisa, ir num local como consumidora, cliente, e ser tratada dessa forma.”

Depois do episódio, Patricia contratou um advogado para ajudá-la a mover uma ação contra o bar. O Bar da Bohemia já foi citado em uma notificação sobre o ocorrido enviada à delegacia do consumidor, e o próximo passo, segundo o advogado de Patricia, Wanderson Mesquita, será acionar a empresa por danos morais.

Questionada pela reportagem sobre o caso, a Ambev, que controla a marca Bohemia, enviou um comunicado com um pedido de desculpas, e informou ter adotado “medidas cabíveis com os colaboradores envolvidos”:

“Assim que soubemos do ocorrido conversamos com a cliente para pedir desculpas. Lamentamos profundamente pela ocorrência dessa situação – que não reflete o respeito, que é um dos nossos principais valores – e reforçamos publicamente nosso pedido de desculpas. Informamos ainda que apuramos internamente o caso e adotamos as medidas cabíveis com os colaboradores envolvidos, bem como estamos reforçando os treinamentos com toda a equipe para que situações assim não voltem a ocorrer.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube