Mercado fechará em 6 h 44 min
  • BOVESPA

    119.302,77
    +5,64 (+0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,53
    +1,35 (+2,24%)
     
  • OURO

    1.743,80
    -3,80 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    64.346,04
    +1.247,83 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.386,91
    +92,92 (+7,18%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.911,46
    +20,97 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    -130,61 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.000,75
    +25,00 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8543
    +0,0231 (+0,34%)
     

Banqueiros sobrecarregados do Moelis recebem ajuda de US$ 10 mil

Sonali Basak
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Moelis & Co., banco de investimento fundado por Ken Moelis, vai oferecer US$ 10 mil a jovens profissionais em 2021, além de incentivar funcionários a dedicarem tempo para interesses pessoais entre as noites de sexta-feira até o meio-dia de sábado.

Diretores executivos, vice-presidentes, associados e analistas receberão um pagamento de US$ 5 mil e depois duas parcelas de US$ 2,5 mil que, segundo recomendação da empresa, poderiam ser gastos para melhorar a saúde mental, disseram pessoas a par do assunto, que não quiseram ser identificadas. O Moelis também incentiva funcionários que trabalham com fusões e aquisições a tirar um sábado livre, exceto durante negociações ativas ou solicitações de clientes.

Bancos de investimento e firmas de private equity de Wall Street buscam aliviar a carga de trabalho em meio ao salto das negociações. O Jefferies Financial Group planeja contratar mais jovens talentos, enquanto o Citigroup proibiu videochamadas internas às sextas-feiras e tem incentivado a equipe a tirar folgas. O Goldman Sachs prometeu adotar mais medidas para que profissionais mais jovens não tenham que trabalhar aos sábados, depois que mais de uma dúzia de analistas reclamaram que as longas semanas de trabalho têm afetado sua saúde física e mental.

Os copresidentes do Moelis, Jeff Raich e Navid Mahmoodzadegan, comunicaram o plano aos funcionários em reunião virtual na quarta-feira, disseram as pessoas. Uma porta-voz do Moelis não quis comentar.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.