Mercado fechará em 3 h 37 min
  • BOVESPA

    121.382,73
    -2.193,84 (-1,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.086,18
    -547,73 (-1,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,45
    -2,11 (-2,99%)
     
  • OURO

    1.813,70
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    39.420,52
    +1.305,39 (+3,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    973,33
    +46,56 (+5,02%)
     
  • S&P500

    4.406,15
    -17,00 (-0,38%)
     
  • DOW JONES

    34.825,71
    -290,69 (-0,83%)
     
  • FTSE

    7.123,86
    +18,14 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    26.426,55
    +231,73 (+0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.584,08
    -57,75 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    15.065,00
    +18,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1885
    +0,0230 (+0,37%)
     

Banqueiros britânicos podem ter bônus vinculados à diversidade

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Bônus para financistas britânicos experientes poderiam ser vinculados a metas de diversidade, e os conselhos podem enfrentar metas extras segundo propostas anunciadas por reguladores na quarta-feira.

Equipes de executivos seniores também poderiam se tornar diretamente responsáveis pela inclusão em suas empresas, de acordo com relatório da Autoridade de Conduta Financeira e da Autoridade de Regulação Prudencial (PRA, em inglês).

“Embora algum avanço tenha sido feito para melhorar a diversidade e a inclusão em partes do setor de serviços financeiros na última década, a discussão ainda está nos estágios iniciais, e mais precisa ser feito para acelerar o progresso”, disse Sam Woods, diretor-presidente da PRA. “A falta de diversidade de pensamento pode levar à falta de desafio para visões e formas de trabalho aceitas, o que pode comprometer a segurança e a solidez das empresas.”

Uma consulta será realizada sobre as propostas até 30 de setembro. É mais uma tentativa dos reguladores de incentivar a diversidade no setor. Grandes empresas já fixaram metas de promoção de mulheres em níveis seniores, mas os objetivos propostos abordariam grupos mais sub-representados, bem como empresas menores e funções mais juniores.

Claire Tunley, diretora-presidente da Comissão de Habilidades de Serviços Financeiros, disse que “outras ações precisam ser tomadas para mobilizar a amplitude da mudança necessária”. A comissão ecoou os comentários do regulador sobre a necessidade de mais dados para medir a inclusão dentro das empresas.

Apenas 6,8% dos membros do conselho do FTSE 350 são identificados como diretores negros, e reguladores citaram pesquisas segundo as quais a representação de minorias étnicas pode estar se invertendo. Um relatório publicado em junho da Women on Boards UK também revelou que cerca de 8% das empresas do FTSE 350 tinham equipes executivas exclusivamente de homens no final do ano passado, parcela que sobe para mais da metade entre companhias menores do índice FTSE All-Share.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos