Mercado abrirá em 4 h 25 min
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,52
    +0,76 (+0,91%)
     
  • OURO

    1.799,90
    +3,60 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    62.693,52
    +1.808,31 (+2,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.227,69
    +23,14 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    26.133,61
    +6,68 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.370,50
    +29,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5781
    -0,0027 (-0,04%)
     

Bank of America supera previsão de lucro com mais crédito e reversão de provisões

·1 minuto de leitura
Logo do Bank of America, em Manhattan, Nova York

(Reuters) - O Bank of America superou as estimativas de lucro do terceiro trimestre nesta quinta-feira, ao reverter 1,1 bilhão de dólares de provisões e registrar forte crescimento em suas divisões de empréstimos e negociação de ações.

O lucro líquido dos acionistas ordinários aumentou para 7,26 bilhões de dólares, ou 0,85 dólar por ação, ante 4,44 bilhões, ou 0,51 dólar por ação, um ano antes.

Os analistas esperavam, em média, um lucro de 0,71 dólar por ação, de acordo com a estimativa do IBES da Refinitiv.

A receita da divisão de ações do banco cresceu 33%, impulsionada pelo crescimento nas atividades de financiamento a clientes e forte desempenho de trading.

A receita líquida de juros, uma medida de quanto os bancos ganham com os empréstimos, aumentou quase 10%, para 11,09 bilhões de dólares. A receita do Bank of America subiu 12%, para 22,8 bilhões de dólares.

"O crescimento dos depósitos foi forte e os saldos dos empréstimos aumentaram pelo segundo trimestre seguido, levando a uma melhora na receita líquida de juros, mesmo com as taxas de juros permanecendo baixas", disse o presidente-executivo, Brian Moynihan, em comunicado.

O Bank of America reservou dezenas de bilhões de dólares no ano passado para cobrir possíveis calotes, e vem revertendo à medida que as perspectivas econômicas melhoram. Devido à composição de seu balanço, o BofA é mais sensível entre os grandes bancos dos EUA a mudanças nas taxas de juros.

(Por Niket Nishant em Bengaluru e Elizabeth Dilts Marshall em New York)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos