Mercado abrirá em 6 h 5 min
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,58
    +1,08 (+1,76%)
     
  • OURO

    1.753,30
    +24,50 (+1,42%)
     
  • BTC-USD

    45.894,90
    +989,14 (+2,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    916,58
    -16,56 (-1,77%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    29.375,78
    +395,57 (+1,36%)
     
  • NIKKEI

    29.663,50
    +697,49 (+2,41%)
     
  • NASDAQ

    13.063,25
    +152,25 (+1,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7624
    +0,0041 (+0,06%)
     

Bank of America aguarda rali tático do real com moeda perto de mínimas históricas

·1 minuto de leitura
Notas de dólares e reais

SÃO PAULO (Reuters) - O prêmio de risco relacionado à taxa de câmbio se reduzirá nos próximos trimestres, com a vacinação contra a Covid-19 em curso, menor ruído político e maiores taxas de juros, disseram estrategistas do Bank of America, que apostam na valorização do real frente ao euro.

Gabriel Tenorio e Claudio Irigoyen se dizem "cautelosamente otimistas" com a moeda brasileira e avaliam que, em termos de "valuation", o real já carrega um prêmio de risco "muito grande". Isso porque, pelos cálculos dos estrategistas, a moeda está perto de suas mínimas históricas --considerando a taxa real de câmbio em longo prazo.

Do ponto de vista de médio prazo e ajustada por fundamentos macro, a taxa real de câmbio está cerca de 10% a 15% mais fraca que o valor "justo" de 4,8 reais.

O BofA projeta que a taxa nominal de câmbio fechará 2021 em 5,10 reais por dólar. Isso equivale a um declínio de 5,2% ante a cotação desta sexta-feira (5,3770 reais por dólar)

O banco mantém posição de queda do euro frente ao real, com alvo de 6,0 reais, ponto de entrada em 6,45 reais e "stop" em 6,75 reais. "Vendemos euro à espera de um rali tático do real", disse o BofA.

O euro estava em 6,5190 reais nesta sexta, alta de 0,8% desde 2 de fevereiro, quando a posição foi iniciada.

(Por José de Castro)