Mercado fechará em 41 mins
  • BOVESPA

    101.055,18
    +515,35 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.693,71
    +491,90 (+1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,14
    -1,56 (-3,74%)
     
  • OURO

    1.928,50
    +13,10 (+0,68%)
     
  • BTC-USD

    12.772,26
    +1.715,25 (+15,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    256,14
    +11,25 (+4,59%)
     
  • S&P500

    3.448,15
    +5,03 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    28.303,77
    -5,02 (-0,02%)
     
  • FTSE

    5.776,50
    -112,72 (-1,91%)
     
  • HANG SENG

    24.754,42
    +184,88 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    23.639,46
    +72,42 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    11.695,75
    +35,00 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6531
    +0,0267 (+0,40%)
     

Bancos se destacam e ajudam ações europeias a devolverem perdas

Por Sruthi Shankar
·1 minuto de leitura
The German share price index DAX graph at the stock exchange in Frankfurt
The German share price index DAX graph at the stock exchange in Frankfurt

Por Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias ampliaram seus ganhos por uma quarta sessão consecutiva nesta terça-feira, com os bancos subindo mais de 3% em meio a esperanças crescentes sobre um pacote de estímulo nos Estados Unidos e um acordo comercial do Brexit, bem como dados alemães favoráveis.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,02%, a 1.416 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,07%, a 366 pontos, depois de chegar a cair até 0,5% anteriormente.

O índice bancário atingiu seu nível mais alto em quase três semanas, com os rendimentos dos Treasuries --uma referência para custos de empréstimos globais-- atingindo máximas em vários meses, apoiando os credores dos dois lados do Atlântico.

Além dos bancos, setores considerados mais expostos ao ciclo econômico, como os de viagens e lazer, petróleo e gás, montadoras e seguradoras, subiram entre 1% e 2,9%.

Os setores de tecnologia e saúde, entre os melhores desempenhos na Europa este ano, perderam cerca de 0,9%, pesando sobre o STOXX 600.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,12%, a 5.949 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,61%, a 12.906 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,48%, a 4.895 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,85%, a 19.429 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,44%, a 6.936 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,14%, a 4.182 pontos.