Mercado abrirá em 9 h 33 min
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,06
    +0,36 (+0,60%)
     
  • OURO

    1.734,00
    +1,30 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    60.732,03
    +875,39 (+1,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.297,16
    +2,58 (+0,20%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.831,36
    +378,08 (+1,33%)
     
  • NIKKEI

    29.848,41
    +309,68 (+1,05%)
     
  • NASDAQ

    13.820,75
    +12,00 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8199
    -0,0106 (-0,16%)
     

Bancos podem perder até US$ 10 bi com Archegos, diz JPMorgan

Jan-Patrick Barnert e Marion Halftermeyer
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Bancos afetados pela turbulência causada pela Archegos Capital podem ter perdas totais entre US$ 5 bilhões e US$ 10 bilhões, segundo o JPMorgan.

As perdas resultantes da liquidação de posições vinculadas à Archegos serão “muito materiais” em termos da exposição a empréstimos para um negócio marcado a mercado e com garantias líquidas, escreveram analistas liderados por Kian Abouhossein em relatório. A equipe acrescentou que a estimativa da Nomura de que pode perder US$ 2 bilhões e reportagens na mídia de perdas entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões do Credit Suisse não é “um resultado improvável.

Analistas e investidores tentam calcular as perdas finais de bancos expostos à implosão da Archegos, mas é uma tarefa difícil devido à natureza opaca das operações alavancadas envolvidas. O JPMorgan havia estimado anteriormente perdas na faixa de US$ 2 bilhões a US$ 5 bilhões.

“Ainda estamos intrigados por que o Credit Suisse e a Nomura não conseguiram desfazer todas as suas posições neste momento”, escreveram os analistas, acrescentando que esperam ver divulgações completas dos bancos até o final desta semana.

Analistas aconselharam investidores a ficarem atentos aos comunicados das agências de crédito, pois acreditam que a má gestão do risco seja um problema.

É um tema emergente no Credit Suisse, onde executivos esperam que as perdas relacionadas à Archego somem bilhões, segundo pessoas com conhecimento do assunto. As perdas de março podem evaporar mais de um ano de lucros para o banco e ameaçar o plano de recompra de ações, além de aumentar o impacto sobre sua reputação devido a outros problemas.

Recompra

O plano do banco de recomprar 1,5 bilhão de francos suíços (US$ 1,6 bilhão) em ações está em risco, segundo Eoin Mullany, analista da Berenberg. Ele estima que o banco pode enfrentar perdas de US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões.

O Wells Fargo não registrou perdas relacionadas ao encerramento de seu relacionamento com a Archegos Capital Management, segundo comunicado do banco na terça-feira.

“Tínhamos uma relação de corretagem prime com a Archegos”, disse o banco, destacando o bom nível de garantias na última semana e que não tem mais “qualquer exposição”.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.