Bancos públicos emprestaram mais do que os privados

A expansão de crédito registrada nos bancos públicos foi vista, mais uma vez, em outubro. Em 12 meses, até o mês passado, o aumento da liberação de recursos por essas instituições foi de 28,4% ante 6,3% dos bancos privados nacionais e de 11,6% dos estrangeiros. "Temos expansão mais significativa dos bancos públicos", disse Tulio Maciel, chefe do Departamento Econômico do Banco Central, nesta quinta-feira. Maciel salientou que esse movimento é visto porque dentro dos dados de expansão de crédito há a atuação de bancos como a Caixa, o Banco do Brasil e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

No caso do crédito voltado às indústrias, o BC informou que houve um crescimento de 3,5% nas operações de crédito com origem nos bancos públicos de setembro para outubro. Esta foi a maior alta entre os segmentos do setor privado, já que, na mesma base de comparação, as operações dos bancos públicos para habitação subiram 2,9% e para o comércio, 2,7%. Nos demais casos também houve alta: rural (2,7%), pessoas físicas (2,0%) e outros serviços (2,6%). "Sabemos que no crescimento da indústria tem as atuações do BNDES, particularmente às ligadas ao investimento."

Carregando...