Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,70
    +0,27 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.787,80
    +5,80 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    49.985,89
    -4.248,53 (-7,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.133,02
    -110,03 (-8,85%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    29.067,14
    +311,80 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.983,31
    -204,86 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    13.765,75
    +15,50 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5450
    +0,0034 (+0,05%)
     

Bancos devem passar a oferecer opção de alterar limite para Pix, diz BC

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - Instituições participantes do Pix, o sistema instantâneo de pagamentos, devem passar a oferecer aos clientes a possibilidade de alteração de limites pelos próprios aplicativos a partir desta quinta-feira, segundo comunicado do Banco Central.

Os pedidos de redução dos limites do Pix, de acordo com o regulador, deverão ser atendidos imediatamente. Já as solicitações de aumento, se compatíveis com os limites para TED e cartão de débito, devem ser acatadas até as 7h do dia útil seguinte.

Se o valor pedido for superior aos limites para TED e cartão de débito, o banco deve avaliar o perfil do cliente e decidir se aceita. "Nesses casos, as respostas deverão ser dadas em até uma hora, caso a solicitação seja feita entre 6 e 20 horas (incluindo sábados, domingos e feriados). Caso o pedido seja feito fora desse horário, a solicitação deve ser respondida até as 7 horas do dia útil seguinte", afirmou o BC.

(Por Aluísio Alves)