Mercado abrirá em 8 h 29 min
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,74 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,52 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,98
    +0,28 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.731,20
    -1,50 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    60.462,59
    +481,09 (+0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.291,92
    -2,66 (-0,21%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.727,53
    +274,25 (+0,96%)
     
  • NIKKEI

    29.828,26
    +289,53 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    13.803,50
    -5,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8192
    -0,0113 (-0,17%)
     

Bancos da zona do euro possuem capital suficiente para suportar impacto da pandemia, diz FMI

·1 minuto de leitura
Bancos da zona do euro possuem capital suficiente para suportar impacto da pandemia, diz FMI

BRUXELAS(Reuters) - Os bancos da zona do euro têm capital suficiente para suportar o impacto da pandemia de Covid-19 e financiar a recuperação econômica, embora estejam altamente expostos a setores duramente atingidos pelo coronavírus, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta sexta-feira.

"Embora a pandemia vá esgotar significativamente o capital dos bancos, suas reservas são grandes o suficiente para suportar o provável impacto da crise", disse o FMI em um estudo. "Com as políticas certas, os bancos serão capazes de apoiar a recuperação econômica com novos empréstimos."

Segundo o FMI, com base em suas projeções de janeiro de 2021, os bancos dos 19 países que integram a zona do euro permanecerão amplamente resilientes à profunda recessão em 2020 e à recuperação parcial neste ano.

"O índice de capital agregado deve cair de 14,7% para 13,1% até o final de 2021 se o apoio político for mantido. Na verdade, nenhum banco violará a exigência de capital mínimo prudencial de 4,5%, mesmo sem apoio", disse.

O FMI também disse que os bancos deveriam ter permissão para construir gradualmente reservas de capital para preservar sua capacidade de empréstimo, além de as restrições sobre o pagamento de dividendos e recompra de ações serem mantidas até que a recuperação esteja bem encaminhada.

(Reportagem de Jan Strupczewski)