Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.855,36
    +1.837,18 (+5,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Banco Inter elogia a Lightning Network do Bitcoin

·2 min de leitura
banco inter
banco inter

O último relatório do Banco Inter sobre criptomoedas, publicado nesta terça-feira (28), expõe questões de escalabilidade, segurança e descentralização. Na oportunidade, o Banco cita a necessidade do uso da Lightning Network no Bitcoin.

Além do tempo de espera de cerca de 10 minutos e taxas caras em relação a micro transações, estas pequenas transações acabam ocupando espaço na blockchain e poderiam ser feitas na LN, melhorando a experiência de todos.

Tempo e taxas médias na blockchain do Bitcoin. Fonte: Banco Inter
Tempo e taxas médias na blockchain do Bitcoin. Fonte: Banco Inter

O Banco Inter também destaca o crescimento da Lightning Network após a Lei do Bitcoin ser implementada em El Salvador. Sendo o principal meio pelo qual salvadorenhos realizam pagamentos em BTC em seu dia a dia.

Soluções de escalabilidade

O relatório do Banco Inter aponta o trilema da escalabilidade, termo usado para apontar ser possível atingir apenas dois dos três pontos: escalabilidade, segurança e descentralização.

Como exemplo de foco em escalabilidade e segurança há a Visa, com 65.000 transações por segundo (TPS), porém totalmente centralizada. Já o Bitcoin, com foco em descentralização e segurança, peca na escalabilidade.

Transações por segundo em vários meios de pagamento. Fonte: Banco Inter
Transações por segundo em vários meios de pagamento. Fonte: Banco Inter

Com isso, o Banco Inter aponta que, para o Bitcoin chegar no mesmo patamar da Visa em TPS, seria necessário aumentar o tamanho dos blocos do BTC para 8 GB.

Porém, isso é inviável, como o próprio banco destaca, afinal poucos teriam equipamentos para armazenar as transações, tornando o Bitcoin centralizado como a Solana, que só possui 200 nós. Além disso, também haveriam problemas na propagação de blocos de tal tamanho.

Lightning Network é a solução, afirma Banco Inter

Seguindo o relatório, o Inter cita o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal, El Salvador, notando que seria preciso resolver o problema da escalabilidade para que o BTC fosse usado como moeda no país.

Felizmente essa solução já existe, a Lightning Network. Embora em fase inicial e sem o suporte de muitas exchanges, algumas como a Bitfinex já estão trabalhando com a LN.

Além de cidadãos de El Salvador, outras pessoas já estão usando a LN para transferências de pequenos valores como compras de cartões de presente e até mesmo para enviar gorjetas no Twitter.

“Hoje, a taxa média por transação está em torno de 2 dólares, ou 11,5 reais. Tal custo é extremo, principalmente para realização
de microtransações.”

Apesar de poucos estabelecimentos e pessoas estarem usando a LN no mundo, como era o BTC em seus primeiros anos, o fato das transações serem instantâneas e com taxas tão pequenas quanto de 1 satoshi são um bom motivo para esperar ainda mais adoção.

Por fim, vale notar que os bancos estão cada vez mais interessados no Bitcoin e nas criptomoedas. O próprio Banco Inter já publicou outros relatórios sobre o metaverso e também sobre as criptomoedas, em geral.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos