Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    +1,00 (+1,38%)
     
  • OURO

    1.741,10
    -37,70 (-2,12%)
     
  • BTC-USD

    44.620,61
    +1.169,95 (+2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.117,92
    +9,00 (+0,81%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.295,50
    +132,00 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2241
    +0,0153 (+0,25%)
     

Banco Inter compra fintech americana USEND para atuar nos EUA

·1 minuto de leitura

A fintech Inter vai atuar nos EUA. Isso porque acaba de adquirir a USEND, que oferece câmbio e serviços financeiros e não-financeiros no mercado americano. O banco não informou o valor da transação, que ainda depende da aprovação das autoridades regulatórias. Se a negociação for aceita, vai permitir que o banco digital seja concorrente da Chime e da SoFi.

No Brasil, o Inter tem mais de 13 milhões de clientes. Já a USEND tem licença de instituição financeira em mais de 40 estados americanos e mais de 150 mil clientes. A solução digital da empresa é usada na realização de remessas de dinheiro entre países.

Além disso, a USEND opera nos mercados de cartão de débito, gift cards e recarga de celulares. Até o fim do ano, a ideia é lançar, ainda, uma plataforma de investimentos e seguros, bem como cartão de crédito. Os executivos da USEND seguirão à frente da operação da empresa e serão responsáveis por expandir os serviços.

Imagem: Divulgação/Inter
Imagem: Divulgação/Inter

Segundo João Vitor Menin, CEO do Inter, o banco digital é a primeira empresa brasileira do segmento a se estabelecer nos EUA. “O Inter terá a vantagem de contar com estrutura e base de clientes sólidas. Vai se posicionar como full digital banking nos EUA e oferecer produtos e serviços mais baratos, justos e eficientes”, destaca.

Menin diz que o objetivo é unir o know-how de banco digital do Inter às soluções da USEND. E além dos produtos financeiros e não financeiros, a companhia quer investir em marketing online, de forma a fortalecer a base de clientes, e acelerar o crescimento no mercado americano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos