Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.714,69
    +1.072,58 (+3,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Banco Central lista aplicativos de bancos com recursos de acessibilidade

·2 minuto de leitura
Banco Central lista aplicativos de bancos com recursos de acessibilidade
Banco Central lista aplicativos de bancos com recursos de acessibilidade

Na última terça-feira (06/07), o Banco Central atualizou o seu blog oficial com uma matéria sobre aplicativos de bancos e recursos de acessibilidade. A instituição reguladora comentou que elaborou diretrizes voltadas para a experiência dos usuários com deficiência e redigiu uma lista com os bancos que possuem as devidas ferramentas adaptativas em seus aplicativos e sites.

A tabela descritiva pode ser encontrada no site do Pix, recurso de transferência monetária instantânea, e é bastante detalhada (você pode acessá-la aqui). Ela se divide nos segmentos deficiência auditiva, deficiência visual e deficiência física ou mobilidade reduzida. Em seguida, lista cada um dos bancos registrados no Banco Central e quais recursos de acessibilidade apresentam em seus apps para cada um dos segmentos.

Acesso democrático

Para compreender as necessidades das pessoas com deficiência com relação à experiência de usuário nos aplicativos dos bancos e elaborar suas diretrizes de acessibilidade, o Banco Central contou com colaboração. As instituições Fundação Seli, Laramara e Para Todos Verem contribuíram com o processo, que também teve participação da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo.

Entre as ferramentas apontadas nessas diretrizes estão indicações de uso de imagem e outros recursos que possam ser acessados por leitores de tela, uso de assistentes em libras, orientações quanto a recursos visuais e táteis, opções de comandos de voz entre outros. O objetivo do Banco Central com essa tabela é promover o acesso democrático das pessoas com deficiência às ferramentas financeiras.

Outra iniciativa de promoção de acessibilidade ocorreu recentemente, desta vez com organização da Anatel. A agência reguladora realizou o Prêmio Anatel de Acessibilidade em Telecomunicações 2021, que premiou as operadoras que apresentaram melhores soluções de acessibilidade em seus ambientes virtuais e físicos, bem como a promoção de ações voltadas às pessoas com deficiência.

Imagem: Prostock Studio/Shutterstock

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos